terça-feira, 18 de novembro de 2008

Observação política poderosa!

No programa "Prós e Contras" de dia 17 de Novembro de 2008 sobre o projecto Nova Alcântara, o Sr. Eng. Fernado Nunes da Silva (prof. de Urbanismo e Transportes do I.S.T.) diz o seguinte sobre o Sr. Vereador José Sá Fernandes:
"... O vereador Sá Fernandes quando era só o Zé, ainda ouvia uma série de técnicos, ainda se aconselhava com uma série de técnicos... Agora não, agora é o Sr. vereador Sá Fernandes...".
Não me lembro de nos últimos tempos ouvir uma observação política tão verdadeira e poderosa, e que mostra bem como funcionam os nossos políticos em Portugal.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Conversa em conserva




















À cerca de quê esta carne conversará dentro da lata?
E será em Brasileiro ou inglês?

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Crise Financeira

Esta crise para já apresenta um lado positivo, está a pôr os políticos responsáveis pelos governos a trabalhar a sério para arranjar uma solução.
Não estou a dizer que não costumem trabalhar..., mas agora estão concerteza a trabalhar muito mais.

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

"Carjacking"

Tenho uma ideia para acabar com as desculpas dos polícias quando chegam aos locais dos crimes e vêem os bandidos a fugir em carros de alta cilindrada roubados pelo método de "carjacking".
Uma vez que as autoridades só possuem carros comuns, podiam, ao deslocar-se para as diligências, confiscar o primeiro carro de alta cilindrada que se cruzasse com eles para puderem ir atrás dos bandidos.
Ou então sempre que se vendessem 5 carros desses era obrigatório ser entregue um às polícias, sendo que seria pago por uma contribuição acrescentada ao valor do carro que cada um despendia na sua aquisição.
Talvez seja uma ideia um bocado, como direi... Mas há que lançar ideias.

Magalhães

Computador portátil distribuído pelo governo português às crianças do primeiro ciclo.
Nome baseado no português que fez a primeira "circum-navegação" da terra ao serviço dos espanhóis. Também agora,como no passado, pode ser que as crianças que recebem o computador para alegadamente as ajudar no seu desenvolvimento (algo que padece de confirmação e estudos), empreguem a sabedoria adquirida, em Espanha. Pelo andar das coisas cada vez há mais portugueses a acabarem os estudos no país vizinho e pode muito bem acontecer ficarem por lá a trabalharem.
Afinal não é nada de novo, já há uns séculos foi assim com Magalhães, mas o navegador.
E já agora, quem paga estes portáteis todos? Qual a contrapartida para a empresa que faz este portáteis? Quem vai fazer o acompanhamento deste investimento?

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Alargamento do IC19

Podiam ter aproveitado o alargamento de 2 faixas por sentido para três do IC19, para colocarem também uma ciclovia. O perfil da estrada não é muito acidentado, tirando a zona junto a Rio de Mouro e a subida de Queluz para Barcarena.
Mas os nosso políticos não estão lá para pensar, era uma boa ideia para ajudar a tirar alguns carros da estrada mais movimentada da Europa?

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Peter Zumthor - Arquitecto





Um filme sobre uma interessantíssima obra deste arquitecto, que é complementado com fotografias do arquitecto e fotógrafo Fernando Guerra a seguir.
Para conhecer melhor o arquitecto pode visitar a exposição patente na Lx Factory em Alcântara.

Fotografias de Fernando Guerra.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Isto está bonito está...

Para alguns está tudo normal... Ou não se pode fazer nada...
Ontem fui à bomba de gasolina pôr gasóleo na minha viatura e eram 19:30 mas estava tudo em pré-pagamento, ao entrar para dizer que queria atestar a funcionária diz-me:
"- se é para atestar tem que deixar uma identificação." O quê? disse eu. Bem lá fui ao carro buscar o bilhete de identidade e desabafei à funcionária que qualquer dia isto parecia o Brasil, ao que ela me respondeu que é por causa disso mesmo e que agora passa a ser assim.
Espero é que ponham os avisos nas próprias bombas para sabermos o que fazer e não ficarmos alguns minutos feitos parvos a tentar encher e a bomba não responder.
Já há quem diga para não irmos às bombas de gasolina desertas, irmos ao banco só quando estritamente necessário, quando formos a um parque de estacionamento coberto termos muito cuidado... não nos podemos entregar aos anormais que fazem assaltos, mas temos efectivamente que ter mais atenção e mais cuidado.
É triste o país estar a modificar-se para pior.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Experiência através de e-mail

Serve este "post" para testar o envio de mensagens através de e-mail
para o blog.
Será que resulta? se resultar posso começar a enviar através do
telemóvel a qualquer hora e local.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Notícia para rir II...

"Telecomunicações, energia e transportes devem ser prioridades
2008/06/25 10:50 Redacção / MD

Efeito directo na competitividade das empresas
Portugal deve dar alta prioridade ao reforço da concorrência na sua economia, particularmente em sectores estruturais como as telecomunicações, electricidade e transportes. Esta é a opinião da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).
De acordo com a mesma, esta medida permitiria melhorar a qualidade, eficiência e quantidade dos serviços.
Segundo cita o relatório, «teria um efeito directo na competitividade das empresas portuguesa a nível de custos»
E ainda «facilitaria as trocas domésticas e internacionais e tornaria o país um destino mais atractiva aos investimento directo estrangeiro», refere a organização no seu relatório económico sobre Portugal, do corrente mês de Junho. "
Notícia na Agência Financeira

Mais uma notícia para rirmos até não conseguirmos mais... Reforço da concorrência? Eu não diria reforço mas sim a criação de uma efectiva concorrência. Andamos a enganar bem a OCDE.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

Água reciclada

Em termos da gestão da água utilizada em casa há várias coisas que sempre me fizeram confusão. Uma delas, porque é que a água que utilizamos no autoclismo é água potável uma vez que só vai servir para limpar a sanita e vai directamente para o esgoto? Gastamos muito dinheiro para tratar uma água que não necessitava de ser potável.
Aqui está uma ideia muito boa para aproveitar a água do autoclismo para outras coisas, uma vez que a água fornecida nas nossas casas é sempre potável. Com os tempos que se aproximam todas as maneiras de poupar dinheiro e recursos naturais são úteis.
Além do vídeo podem ir ao sítio na internet no qual podem comprar, apesar de que penso que se pode fazer em casa, quem tiver jeito para trabalhos manuais.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

"Roubing"

Há em todas as instituições pessoas que não fazem nada. Isto todas as pessoas sabem e conhecem exemplos. Na União Europeia não será diferente.
Devem ser estas pessoas que não têm nada para fazer que de vez em quando lançam ideias peregrinas. Desta vez alguém se lembrou que as chamadas entre telemóveis deviam ter as despesas repartidas entre quem as faz e quem as recebe. Como já não bastasse isto ainda tentam passar a ideia (falsa ou não, está por confirmar) que nos Estados Unidos da América já é assim, apesar de estar na moda não gostar deles, de vez em quando dá jeito o que eles hipoteticamente fazem.
Isto já se passa no serviço "Roaming" o que me parece lógico, nesta nova versão podiam chamar "ROUBING".
(esta ideia não é minha mas apropriei-me dela e aqui a transmito a quem tem a paciência de ler este "blog")

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Notícia para rir...

Notícia na agência financeira - iol.pt
"Portugueses são os que menos pagam na hora de comprar carro
2008/06/11 15:51 por Carla Pinto Silva

No segmento automóvel inferior, Portugal regista uma diferença de 6% no preço

Portugal é um dos países da Europa em que o preço de venda ao público dos automóveis, sobretudo dos segmentos médio e superior, é inferior ao preço dos restantes países analisados, diz o estudo «O Observador Cetelem», que analisa o mercado automóvel a nível europeu.
No que se refere ao segmento automóvel inferior (veículos como Panda, Clio ou 206), Portugal regista uma diferença de 6% no preço de venda em comparação com a média europeia.
Por sua vez, os veículos que integram o segmento médio (Golf, Astra ou 307) em Portugal apresentam valores na ordem dos 5% a menos.
A discrepância diminui quando nos referimos a veículos como Mondeo, A4, ou 407, pertencentes ao segmento superior registando-se apenas um valor inferior em três pontos percentuais relativamente ao preço médio de venda na Europa.
O estudo revela ainda que as diferenças nos preços existirão, provavelmente, enquanto não se desenvolver uma harmonização fiscal na Europa. No entanto, nos últimos anos, tem-se verificado uma ligeira convergência dos preços na Europa sob o efeito do comércio transfronteiriço de veículos novos e usados.
O estudo apresenta dados recolhidos em oito países que representam cerca de 85% das vendas de automóveis na Europa Ocidental."

Esta notícia é para o povão se rir, já que estamos na euforia do euro e estamos todos muito contentes não?
Pensam que somos parvos, e que não sabemos que os valores considerados neste estudo são sem os impostos loucos aos quais estamos sujeitos. O valor final é que interessa ou não? será que estou a ver mal as coisas?

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Portugal país pobre? Não parece




















Centro de Saúde de Massamá, obra concluída em Agosto de 2006, cedido pela Câmara Municipal de Sintra em Janeiro de 2007 e ainda está fechado.
Com equipamentos necessários para as comunidades fechados até parece que somos ricos e que afinal não precisamos deles. Somos de tal maneira ricos que até nos damos ao luxo de construir equipamentos para estarem fechados e gastar mais uns milhares para quando abrirem finalmente estarem impecáveis.
Pobres nós, não me parece...

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Património















Fotografia de mariogferreira

Mais uma vez, não se olhou para trás antes de derrubar mais um património do país, mais precisamente património ferroviário. Em poucos dias derrubaram a estação da Moita e de Alhos Vedros na sequência da modernização da Linha do Alentejo (troço Barreiro - Pinhal Novo).
Tudo isto feito por uma empresa pública, neste caso a Refer.
Será que não se poderia modernizar a estação aproveitando o existente? Nem que fosse por poupança (com as coisas que vejo neste país começo a pensar que afinal não somos um país pobre, antes pelo contrário). As estações de comboios assim como as próprias linhas são um património extraordinário do país, uma vez que reflectem fases de desenvolvimento e marcos nas regiões que servem.
É triste ver estas notícias e ficar a pensar que este país está a ser destruído em todos os sentidos (patrimonial, económico, culturalmente, etc...) a cada dia que passa.
VIVA quem nos governa.
Neste caso além da vergonhosa atitude de um empresa tutelada pelo estado, ainda é de lamentar a atitude dos município envolvidos que sabiam de tudo e nada fizeram, a não ser agora que já não podem impedir este atentado.
É de verter lágrimas ao ler o texto no sítio da Refer sobre este caso, principalmente os dois últimos parágrafos.

Alta Autoridade da Concorrência

Foram precisos tantos dias para dizerem o que disseram?
Não haja dúvida que realmente o que está mal é a carga fiscal em Espanha ser menor que a nossa, grandes malandros estes espanhóis. Faz-me lembrar as hitórias dos trabalhadores que criticam os outros por trabalharem muito e fazerem o trabalho que lhes compete logo que lhes pedem, malandros...
Penso que o que a Alta Autoridade da Concorrência está a precisar é de alguma concorrência.

domingo, 4 de maio de 2008

Sociedade Portuguesa

Os valores da nossa sociedade perdem-se ao mesmo ritmo que se ganham outras coisas.
Mais cedo ou mais tarde revelam-se ganhos muito maus...
Mas cada um sabe de si, mas todos deviamos saber do conjunto.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Ai Ai, este meu país...

Uma clínica sofre uma vistoria, dita de rotina. É confirmada pela ARS, no mesmo dia que sim que foi realizada a dita vistoria pelos "inspectores" que lá se delocaram. A confirmação convém ser feita pois com as histórias de burlas que se ouvem para aí todo o cuidado é pouco.

Passado uma semana a direcção clínica tenta saber como está a correr o processo e se há algum processo contra a clínica. Ninguém sabe da vistoria. Passam o telefonema para várias secções e ninguém, ninguém sabe de nada. Terá sido uma vistoria fantasma? Pensava que viviamos numa democracia e que esta informação estava acessível ao interessado.

Além do interessado penso que poderia estar disponível num "portal", o que está muito na moda, as vistorias feitas a vários tipos de estabelecimentos e qual o seu resultado. Assim a concorrência seria mais leal e o consumidor podia escolher mais seriamente.

Ninguém sabia da dita vistoria e ainda perguntavam como é que se sabia da informação que estava a servir de base à conversa telefónica. Ai, que horror, isso ninguém pode saber, só nós (administração pública), realmente informação ainda é poder. O pedido de alguma informação chegou à base daquela "eficiente" organização que é a Direcção Geral de Sáude, o Centro de Saúde da respectiva área e o respectivo gabinete do Delegado de Saúde (intitulado Autoridade de Saúde, sem autoridade nenhuma digo eu), se calhar nem fazem todos parte da mesma organização que é o costume para conseguirem fugir às responsabilidades. Ninguém percebe estes meandros do Estado Português, mas também isso era querer saber demais.

Também o Gabinete do Delegado de Saúde não sabia de nada.

Que coisa, afinal a vistoria não existiu. Aqueles senhores que lá estiveram quase 45 minutos não existem, foram uma visão, um holograma talvez. Mas afinal qual vistoria? sim qual vistoria? estão doidos ou quê? não houve vistoria nenhuma... dizem eles e nós reduzimo-nos à nossa insignificância e concordamos e apagamos aqueles 45 minutos da nossa cabeça e seguimos em frente.

Mas as curiosidades deste meu país não acabam aqui.

terça-feira, 25 de março de 2008

Correios em Portugal

Já é mau termos que ir ao Correios em Portugal, mas pior se torna quando somos "maltratados".
Se fossemos todos malcriados tornava-se impossível a conversa com uma grande parte das pessoas que nos atendem nos mais variados locais que nos prestam serviços.
Fui aos C.T.T. levantar uma encomenda 3 dias úteis (o que para os C.T.T. são muito pouco úteis) após ter recebido o aviso em casa. Passo a transcrever o diálogo entre a Senhora Funcionária que me atendeu e eu:
Eu - Bom dia (e entreguei o aviso devidamente assinado, o B.I. e o talão com o número de atendimento)
Funcionária - Bom dia, (olha para o aviso) sabe que só tem 3 dias úteis para levantar a encomenda?
Eu - Sei, mas sexta-feira foi feriado.
Funcionária - Pois, mas o aviso foi entregue dia 19, faça lá as contas. (e eu ingénuo ainda estava a começar a fazer as contas)
Colega da Funcionária - Ontem foram os de dia 18 hoje são os de dia 19. (fomos salvos, pois iria começar uma conversa parva entre mim e a funcionária que nos levaria à má criação)
Funcionária - Desculpe, afinal fiz confusão tinha aqui um já fora do prazo mas era de outro senhor com o primeiro nome igual. (levanta-se e foi buscar a minha encomenda).
Eu - Obrigada e Bom dia.
Funcionária - Bom dia.
Enganos todos temos escusamos é de ser malcriados e arrogantes (porque é que eu tinha que fazer as contas? não é o trabalho dela saber que dia era hoje?, se calhar estou a ser chato...)
Viva os C.T.T. que por acaso ainda não responderam à minha ideia revolucionária.

terça-feira, 18 de março de 2008

Estranhos este senhores!












Estes senhores querem proibir o uso de "piercings" aos jovens de 17 anos, mas estes podem ser julgados e condenados como adultos.
Adultos só para o que interessa... estranho.
Legislar sobre a aplicação dos "piercings" em relação há higiene das instalações e dos materiais usados e qualificações do pessoal que os aplica é uma coisa. Mas tentar entrar noutros domínios dos quais o estado se devia alhear parece-me no mínimo estranho, para não lhe chamar outras coisas.

sexta-feira, 14 de março de 2008

Início da Campanha para Legislativas













Começou ontem a campanha para as legislativas de 2009. Com alto patrocínio da S.I.C (televisão de Carnaxide).
Viva o marketing político. E nós a ver...
E hoje é a vez do Secretário Geral do PSD.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Linguagem de informático... Quê?

Contribuição para um mundo sustentável

É um carro desportivo que acelera como os outros!
Será o futuro dos veículos automóveis?
Algum novo caminho temos que percorrer porque estarmos dependentes só do petróleo tem que acabar.
Para já, só disponível nos Estados Unidos da América, por cerca de $100.000.

Aceleração: 0-96 km/h em menos de 4 segundos
Velocidade máxima: 200 Km/h
Autonomia: 350 km

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Nova Vidente em Portugal?









Será que Maria Elisa é a nova vidente de Portugal?
Ontem no seu novo programa na RTP1 "Depois do Adeus" falou sobre cheias, nomeadamente as grandes cheias de 1967. E não é que hoje algumas zonas de Portugal acordaram debaixo de água... inclusive com lamentáveis mortes.
Quando chove mais um bocado é ver a fita-cola que agarra o país a descolar-se, aparecendo as grandes fragilidades de uma sociedade que cresce de uma maneira muito pouco sustentável.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Quitoso.

Parece que esse grande shampoo tão utilizado nas crianças, para matar os piolhos, vai desaparecer do mercado. Não sei se é verdade, se calhar é mais um mito urbano.
Será que foram as associações de protecção dos animais que lutaram para proibir o envenenamento desse animal tão adorável que é o Piolho.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Trapalhadas!

Cada vez mais só me apetece sentar no meu sofá e dar umas valentes gargalhadas, quando ouço o que eu ouço na televisão.
Tem piada que o anterior primeiro-ministro (Pedro Santana Lopes) foi "despejado" por alegadas trapalhadas, que ninguém a quem eu pergunto quais foram sabe responder, mas também isso não interessa nada...(já dizia essa grande Senhora da televisão).
Estes que estão lá agora fazem trapalhadas atrás de trapalhadas, mas não faz mal, até porque conseguem dar explicações que não lembrariam nem ao coitado do Diabo.
São impostos que não aumentavam e aumentam logo mal tomaram posse (e não foi só o IVA, pq regularmente aumentam outros impostos não tão visíveis), é o aeroporto que só podia ser ali mas afinal já pode ser noutro lado, é a confusão das linhas do TGV que são aprovadas as suas localizações antes de finalizados os estudos, fecham-se urgências, S.A.Ps sem antes arranjar verdadeiras alternativas... e estas são só as que eu me lembro agora pois infelizmente não tenho espaço na memória para politiquices.
Mas meus Senhores isto começa a ser uma verdadeira anedota... E lá vai mais uma gargalhada, AhAhAhAhAh.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

Expressões!

"Escrever a quatro mãos."
Usam esta expressão quando duas pessoas escrevem um livro.
Não será que está errado?
Não conheço ninguém que escreva com as duas mãos, pelo menos com facilidade (claro que já deve existir alguém que o faz, mas penso que a grande maioria dos escritores não o façam).
Quando se diz que se toca num piano a quatro mãos, está certo, pois todos os pianistas tocam com as duas mãos.
Sempre que leio "escreveram este livro a quatro mãos" acho sempre que são quatro autores, e que cada um contribuiu com a sua mão, independentemente de ser a direita ou esquerda. Mas para surpresa minha não são quatro, mas sim dois. Eu bem sei que escrever um livro a dois já deve ser difícil mas os autores ainda gostam de complicar mais e portanto escrevem com as duas mãos cada um.
Fenómenos.

Com Comentários!


Afinal há quem comente... Será que é demagogia? Será que tem moral para comentar? Será...?

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Sem Comentários!

Notícia na SIC, dia 24 de Janeiro à noite.
Vejam tudo, que apesar de durar 14 minutos, não é tempo perdido:
Será que se comentarmos é demagogia?

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Como explicar?















Como é que este Senhor vai explicar que afinal faz o novo aeroporto de Lisboa num sítio que ele próprio disse que era um deserto sem casas, cidades, comércio, hospitais, etc...? E um local onde jamais ficaria o novo aeroporto (ele diz que não disse jamais, pois claro disse "jamais" em francês que por acaso quer dizer o mesmo e escreve-se da mesma maneira... estranho Sr. Ministro).


Mais uma vez vai arranjar uma desculpa (os políticos são peritos nisso), que faz parecer que quem houve é burro. Mas não somos senhores políticos, podemos parecer burros mas não somos.

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Desilusão

Fiquei hoje a saber no email da minha mulher que a minha cotação (cotação do marido) é de 182,12 €.
Achei muito pouco, o que será que posso fazer para aumentar a minha cotação?
(cotação do marido para um seguro)

domingo, 6 de janeiro de 2008

sábado, 5 de janeiro de 2008

Senhores "Bufos" e Senhoras "Bufas"

Estejam atentos que este país proporciona-vos mais uma maneira de colocar em prática o vosso "hobby" preferido.
Agora quando aconselharem alguém a maneira de investirem o dinheiro para não pagar tantos impostos, mesmo que seja legal, têm que avisar as finanças.
O QUE ELES QUEREM SEI EU!!!!